quinta-feira, 25 julho 2024
Whatsapp | (24)99202-0053

Especiais

Sara Bentes, de VR, será a voz para cegos nas urnas eletrônicas nas eleições municipais

09/04/2024 10:30:59

A cantora Sara Bentes, de Volta Redonda, será a voz das urnas eletrônicas que serão usadas nas eleições municipais deste ano, em um novo recurso para auxiliar pessoas com deficiência visual na hora de votar. Apresentada como “Letícia”, a artista – que é deficiente visual – teve a voz sintetizada para auxiliar os eleitores cegos ou com baixa visão no momento do voto. Além de oferecer instruções básicas para dar início ao processo, a ferramenta de sintetização informará o cargo que está em votação no momento, os números digitados e o nome da candidatura escolhida.

Como o processo de integração foi realizado por meio um software livre, criado por programadores cegos, que converte o texto em fala e funciona como uma espécie de “banco de vozes” público, Sara tinha conhecimento de que o recurso ajudaria muitas pessoas, mas ainda não sabia que seria a nova voz da urna eletrônica. A descoberta ocorreu no dia 1º deste mês, data em que Sara comemorou mais um ano de vida.

"Foi uma surpresa muito positiva. Pensei: 'Olha que presente de aniversário interessante!', porque, quando fiz esse trabalho para a voz sintetizada Letícia, a gente doa a nossa voz. Não existe nenhum tipo de direito autoral com isso. A gente doa a voz e não tem noção de onde isso vai parar”, contou Sara.

Para o projeto de sintetização, a cantora explicou que precisou gravar mais de 30 horas de leitura em voz alta em um estúdio profissional. A partir dessa amostragem, foi formada a voz sintética, batizada de “Letícia” por ser o segundo nome da artista.

Quando perguntada sobre a sensação de ser a nova voz da urna eletrônica, Sara se disse realizada. “Tudo o que venho fazendo, seja em relação à voz Letícia, seja por meio da minha arte, é para promover mais equidade, é para valorizar a diversidade, é para trazer mais consciência e para melhorar a vida das pessoas. Ser a voz da urna é uma realização muito forte, muito significativa, muito bonita, porque faz parte de tudo que eu acredito e de todo meu movimento por mais inclusão e mais acessibilidade”.

Como será – Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ao entrar na seção eleitoral e se identificar, a pessoa deve comunicar a deficiência visual à equipe de mesários, que habilitará a urna e entregará fones de ouvido para uso durante a permanência na cabine eleitoral. Todos os modelos de urna utilizados nos dias 6 (primeiro turno) e 27 de outubro (data do segundo turno) estarão equipados com a inovação.

Rodrigo Coimbra, chefe da Seção de Voto Informatizado (Sevin) do TSE, explicou que os primeiros passos para a instalação da novidade foram dados após a recomendação da Organização Nacional de Cegos do Brasil, apresentada durante reunião da entidade com representantes do tribunal em outubro de 2022.

“A Sara fez as gravações, uma equipe de desenvolvimento de software treinou o modelo e o embarcou em um sistema que permite a sintetização de voz e suporta diversas línguas. Nesse momento, a voz embarcada passou a ser chamada de Letícia [voz de Sara Bentes], utilizada para o português do Brasil”, disse Coimbra.

O TSE ressalta que uma de suas missões é garantir a plena inclusão dos mais de 1,3 milhão de eleitoras e eleitores que declararam ter algum tipo de deficiência no processo de escolha de representantes é uma das missões da Justiça Eleitoral. (Foto: Divulgação)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

12:50 Política