domingo, 26 junho 2022
Fale Conosco | (24)3343-5229

Esporte

Voltaço perde de 2 a 1 para o Paysandu no Pará

22/05/2022 21:10:24

O Volta Redonda bem que lutou, mas acabou derrotado por 2 a 1 pelo Paysandu, em Belém, na noite deste domingo (22), no Estádio da Curuzu. O time saiu perdendo, empatou ainda no primeiro tempo, mas não resistiu à pressão e acabou sofrendo o segundo gol na etapa final. O Tricolor de Aço deixou o campo reclamou demais da arbitragem.

O próximo jogo do Voltaço pela Série C será no sábado (28), no Estádio Nivaldo Pereira, em João Pessoa. O adversário será o Botafogo (PB), a partir das 19 horas. Antes, nesta quarta-feira (25), a equipe comandada por Rogério Corrêa joga pela Série A2 do Carioca, recebendo o Gonçalense no Estádio Raulino de Oliveira.

O jogo – O que chamou a atenção desde o início foi o jogo duro de ambas as partes. Só no primeiro tempo, foram sete cartões amarelos – quatro para o Voltaço, incluindo o técnico Rogério Corrêa – com  21 faltas cometidas pelos dois times.

O Paysandu não demorou a abrir o placar. Aos 8 minutos, o árbitro marcou pênalti no meia Patrick Brey. Os jogadores do Voltaço reclamaram bastante e Rafhael Lucas foi advertido com o cartão amarelo. Como a Série C não tem VAR, ficou por isso mesmo. Só aos 13 a cobrança ocorreu e Marlon não desperdiçou, fazendo 1 a 0 para o Papão.

O lance deixou o jogo tenso. Aos 18, o árbitro marcou uma falta para o time da casa, Marcos Jr. reclamou e também levou cartão amarelo. Na cobrança, o Paysandu quase ampliou, num chute cruzado de Patrick Brey.

Com dificuldades de chegar ao ataque, o Voltaço teve mais um cartão amarelo antes de meia hora de jogo. O contemplado foi Pedrinho, por uma falta em Marlon, o que tira o jogador do próximo jogo do Tricolor de Aço.

Enquanto isso, o Paysandu tentava dominar as ações, até que o Volta Redonda se recompôs e começou a chegar mais. A recompensa veio aos 41: Igior Bolt aproveitou um vacilo de Brey e Bruno Leonardo, que trombaram em cima da linha da grande área, e cravou 1 a 1 no placar.

2º tempo – Quando a bola rolou na etapa final, o Paysandu chegou com perigo logo aos 3 minutos, quando Pipico pegou rebote de uma cabeçada desferida por ele mesmo e mandou na rede, mas pelo lado de fora.

Mantendo o panorama do primeiro tempo, o jogo continuou truncado, com muitas faltas. Com mais volume de jogo, o Paysandu não conseguia, no entanto, transformar a posse de bola em chances de gol. O Voltaço, por sua, vez, se cuidava mais na defesa e tentava explorar os contra-ataques. Foi assim que o time criou chances, a melhor aos 26 minutos, quando Raphael Lucas foi travado exatamente no momento de concluir para o gol.

Mas o time da casa conseguiu marcar o segundo gol aos 32 minutos. A bola foi lançada na área, a zaga do Voltaço rebateu de cabeça e, na sobra, Igor Carvalho chutou fraco, mas o atacante Danrlei, que entrou no lugar de Pipico no segundo tempo, desviou a bola do goleiro Dida, fazendo 2 a 1. O atacante ainda foi advertido com cartão amarelo por tirar a camisa durante a comemoração.

Já nos minutos finais, Rogério Corrêa tentou tornar o time mais ofensivo, trocando Yuri por Lelê, mas nenhuma chance foi criada. Para piorar, o treinador acabou expulso aos 49. (Foto: Divulgação / Paysandu)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

18:40 Cidades