terça-feira, 18 junho 2024
Whatsapp | (24)99901-1961

Esporte

Voltaço passa sufoco, mas sai com empate em Londrina

26/05/2024 21:00:09

O torcedor que acompanha regularmente o Volta Redonda deve concordar: poucas vezes o time disputou uma partida em que tenha sofrido tanta pressão do adversário como no empate de 1 a 1 com o Londrina, na noite deste domingo, no Estádio do Café, na cidade paranaense. Mas, pelo menos, a equipe arrancou um ponto fora de casa e dormiu entre os oito primeiros colocados da Série C do Campeonato Brasileiro.

Na prática, o time comandado por Rogério Corrêa criou apenas uma chance real de gol e aproveitou para sair na frente do placar, em finalização de Robinho. O Londrina empatou ainda na etapa inicial, com Iago Teles, mas teve as melhores chances da partida e poderia ter vencido se não fosse uma belíssima defesa de Jean Drosny na etapa final. Com o resultado, o Tricolor de Aço chegou aos 10 pontos.

O jogo no Paraná teve 895 torcedores na arquibancada (780 pagantes). A renda foi de R$ 13.995, mostrando que o Voltaço não é o único representante de uma grande cidade no futebol brasileiro que não consegue movimentar um público expressivo em uma competição nacional.

O próximo jogo do Voltaço será na quarta-feira (29), diante do São José, em Porto Alegre. O jogo, válido pela terceira rodada, foi remarcado em razão das chuvas que causaram estragos no Rio Grande do Sul. A partida será às 18h30min, na capital gaúcha, seriamente afetada por enchentes.

Saindo na frente – Jogando em casa, o Tubarão saiu pressionando o adversário. Conquistou nada menos que quatro escanteios em menos de seis minutos de jogo e, neste período, em duas ocasiões, chegou ao ataque com muito perigo. Na primeira, a bola foi lançada na área e sobraria livre para o atacante Iago Teles ficar frente a frente com o goleiro Jean Drosny, mas Wellington Silva conseguiu desviar. Na segunda, após mais um escanteio, em outra bola levantada na área, Daniel Amorim cabeceou com perigo, à esquerda de Drosny.

Sob pressão, o Esquadrão de aço tentava sair em contra-ataques, mas esbarrava na forte marcação do Londrina, com duas linhas de marcação muito bem agrupadas. Até que, aos 17, o sistema de marcação falhou. Vini Moura cruzou da direita, a bola chegou a Robinho na entrada da área. Ele teve tempo de dominar, girar e bater no canto direito do goleiro André. Voltaço 1 a 0.

Logo após o gol, o técnico Rogério Corrêa teve que fazer a primeira alteração: Vini Moura, contundido, saiu para a reestreia de Douglas Skilo, contratado na última semana.

A vantagem do Volta Redonda no placar teve outro efeito: o Londrina perdeu o ímpeto inicial e só voltou a ameaçar a partir dos 32 minutos, quando o camisa 6 Maurício arriscou um chute de longe e a bola carimbou a trave esquerda de Drosny, já vencido. Três minutos depois, após uma rebatida da zaga do Voltaço, Kadi chegou a mandar para a rede, mas a arbitragem marcou impedimento, gerando reclamações dos jogadores e torcedores do Londrina.

Mas, aos 39, o Tubarão chegou ao empate. A jogada começou no lado direito do ataque, foi de pé em pé para a esquerda, onde Maurício achou Iago Teles na área. O atacante finalizou bem, no canto esquerdo de Drosny, que nada pôde fazer: 1 a 1.

O empate acendeu de novo a equipe do Paraná, que passou a perseguir a virada, voltando a ameaçar o Voltaço como no início do jogo. O Tricolor de Aço conseguiu segurar o empate até o fim da primeira etapa.

Voltou a pressão – O Londrina iniciou o segundo tempo no mesmo ritmo do primeiro: pressão total. Aos 6, Jean Drosny fez uma linda defesa numa cabeçada de Daniel Amorim, que tinha endereço certo. Logo em seguida, após cobrança de escanteio, o camisa 9 do Londrina finalizou novamente de cabeça, mas a bola foi para fora, dando um susto no time do Voltaço.

A etapa final parecia um replay da etapa inicial, com o Londrina sufocando o Volta Redonda, que seguia se defendendo como podia para evitar a virada. Tanto que, com 15 minutos do segundo tempo, mais uma vez o Londrina já tinha ganhado três escanteios – dez no todo até então – contra nenhum do Tricolor de Aço, que só chegou com algum perigo aos 22 minutos, mas a zaga do Tubarão tirou.

Somente a partir dos 25 minutos, o Voltaço conseguiu respirar e, mesmo sem criar oportunidades, pelo menos conseguia ter a posse de bola, trocando passes no campo do adversário, que, mesmo com alterações, não conseguiu manter o ritmo alucinante do início dos dois tempos do jogo.

Mesmo assim, ainda seguiu ameaçando mais. Aos 42, numa cobrança de falta por Iago Telles, a zaga do Voltaço rebateu Calyson tentou de bicicleta, mas Drosny defendeu.

Nos descontos, o Londrina seguiu pressionando, o Voltaço manteve-se na defensiva e saiu com o empate. Foi lucro. (Foto: Reginaldo Júnior / Londrina Esporte Clube)

 

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

19:51 Polícia