sexta-feira, 12 agosto 2022
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cidades

Volta Redonda alerta: procura por vacinas está baixa

Imunização contra gripe e Covid está abaixo do esperado

26/05/2022 12:09:43

A Secretaria Municipal de Saúde de Volta Redonda está preocupada com a baixa procura por vacinas contra a gripe e Covid-19. De acordo a pasta, das pouco mais de 98 mil pessoas que podem tomar vacina contra a gripe, apenas 40 mil se vacinaram. O alerta ocorre dias antes do fim da campanha de imunização contra a Influenza, que vai até 3 de junho.

A cobertura contra o novo coronavírus também precisa melhorar, destaca a secretaria. Segundo os técnicos, o primeiro reforço (terceira dose) está em 69% dos 95% almejados.

Em ambas as doenças, a vacinação é importante para evitar complicações e até mortes. O médico sanitarista da Secretaria Municipal de Saúde, Carlos Vasconcellos, destacou o público deve procurar atendimento em qualquer unidade básica de saúde, das 9h às 16h. Os postosa dos bairros 249, Siderlândia, Jardim Paraíba, São Geraldo, Vila Rica/Tiradentes, Açude I, Vila Mury, Santa Cruz, Santo Agostinho e Volta Grande funcionam até às 18h30min.

“Exceto em crianças de 5 a 11 anos, as vacinas podem ser feitas simultaneamente. Percebemos um aumento no número de casos de Covid, o que redobra a importância da vacina para quem não está com seu esquema vacinal completo. Quem se vacinou contra a gripe no fim do ano passado deve ser vacinado novamente, porque, a cada ano, é uma vacina diferente”, frisou.

O médico falou também que os responsáveis alegam não levarem as crianças para vacinar por elas estarem com sintomas gripais. Ele frisa que a orientação é que a aplicação da vacina ocorra sem sintomas.

“Estamos em um momento onde os sintomas gripais são comuns, pela queda da temperatura, pela aglomeração de pessoas em locais fechados e isso promove a circulação desses vírus. No entanto, é importante que as pessoas que estejam com sintomas gripais, procurem uma unidade e se submetam ao teste de Covid, e façam o tratamento caso estejam com a doença. Se não estiverem, devem aguardar o fim dos sintomas e se vacinar. Neste período entre o final do outono e o início do inverno é importantíssimo que a população esteja protegida contra as duas doenças”, acrescentou Vasconcellos. (Foto: Cris Oliveira / Divulgação)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

17:34 Cidades