sexta-feira, 27 maio 2022
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cidades

Santa Casa de BM reforça equipe para atender alta demanda

14/01/2022 18:24:52

Em reação ao aumento de pacientes com sintomas gripais, entre confirmados com Covid-19 e Influenza, a Santa Casa de Misericórdia de Barra Mansa ampliou o processo de contratação de profissionais. Segundo a instituição, somente no mês de dezembro foram mais de 6.280 atendimentos na urgência do hospital, com diferença exata de 1.482 a mais que o registrado no mês anterior. Em 2022 os casos de síndromes respiratórias continuam a crescer, sobretudo com novas variantes.

“Em dezembro foi observado um aumento significativo nos atendimentos de urgência e emergência, batendo o recorde dos últimos dois anos, sendo a maioria dos pacientes com quadro de síndrome gripal. Apesar deste aumento, é importante destacar que se tratam de quadros mais leves e de pouca gravidade”, disse a gerente administrativa do SUS, Rafaela Tinoco.

Para esse momento, segundo a Santa Casa, foi necessário aumentar o quadro de funcionários, principalmente para o atendimento no Pronto-Socorro do SUS, e, mesmo com as dificuldades, serão “mantidos os esforços para seguir com as contratações”, para atender à grande demanda de pacientes. De acordo com a gerente de Recursos Humanos, Fernanda Martins Paiva, este processo já acontece desde 2020.

Por ser um hospital de alta complexidade, a Santa Casa recebe diversos casos graves que compõem os números gerais de pacientes atendidos, lembra o coordenador do Pronto-Socorro SUS, Leonardo José de Mendonça Araújo. “A partir da segunda quinzena de dezembro, notamos aumento significativo no número de atendimento do Pronto-Socorro, em torno de 30%, predominantemente de pacientes com queixa respiratória. Normalmente não são casos graves, mas têm acarretado em sobrecarga no serviço. E é preciso entender que o nosso Pronto-Socorro atende pacientes de diversas complexidades, como infarto, edema agudo de pulmão, baleados, traumas e atropelamentos, entre outros, além da retaguarda para casos com sintomas respiratórios”, ressaltou.

Embora sejam poucos os casos que se agravam, o que a Santa Casa atribui à vacinação, a sobrecarga de atendimento é um grande desafio para os profissionais do hospital, que cuidam de cada paciente até a sua recuperação. (Foto: FOCO REGIONAL / Arquivo)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

22:00 Polícia