segunda-feira, 15 julho 2024
Whatsapp | (24)99202-0053

Cidades

Quiosque do Mercado Popular de VR é reformado para venda de artesanato

Iniciativa faz parte do Programa de Inclusão Produtiva do município

11/06/2024 13:03:38

O Mercado Popular da Vila Santa Cecília, em Volta Redonda, ganhou mais um quiosque para a venda de trabalhos confeccionados no Programa de Inclusão Produtiva e Geração de Renda, da Secretaria Municipal de Assistência Social (Smas). O box foi aberto, totalmente reformado, na tarde da segunda-feira (10) e vai abrigar peças de artesanato confeccionadas por alunas e ex-alunas das oficinas do Centro de Inclusão Produtiva (CIP), ministradas nos Cras (Centros de Referência de Assistência Social). O horário de funcionamento é das 9h às 18h, de segunda a sábado, e das 9h às 13h aos domingos.

“O objetivo é contribuir para o empreendedorismo, fazendo com que essas pessoas que concluíram as oficinas nos Cras tenham oportunidade de ganhar dinheiro com o que aprenderam, aumentando a renda familiar”, afirmou o prefeito Antonio Francisco Neto, lembrando que Volta Redonda vai ganhar a segunda unidade do CIP na próxima semana.

“Ser capacitado para o mundo do trabalho é essencial. E ter um espaço para mostrar à comunidade e vender essa produção é fundamental", acrescentou o deputado estadual Munir Neto, que prestigiou a iniciativa.

A secretária de Assistência Social, Rosane Marques, a Branca, também ressaltou o crescimento do Programa de Inclusão Produtiva, desenvolvido em todos os 35 Cras de Volta Redonda.  “Com este, são três quiosques para vender os produtos. Um amparo importante na porta de saída da assistência social”, definiu a secretária de Assistência Social, Rosane Marques, a Branca.

A coordenadora do Programa de Inclusão Produtiva, Marlene Mota, explicou que o quiosque começa a funcionar com o trabalho de 18 artesãs selecionadas pelas instrutoras das oficinas e que este número pode aumentar: “As professoras levam em consideração a capacidade de produção das alunas. Quem conseguir criar as peças sem supervisão, em casa ou na sede do CIP, que fica na Vila Mury, pode atuar no quiosque. O ponto de venda funciona em sistema de rodízio, a cada dia da semana uma artesã fica responsável”.

No mesmo mercado já funciona outro quiosque do programa, voltado para a comercialização de produtos alimentícios produzidos por alunos das oficinas de culinária, ministradas nos Cras, na sede do CIP e no Centro de Educação e Produção Alimentar (Cepa), no bairro São Sebastião. Na Rodoviária Municipal Prefeito Francisco Torres, no Centro, também funciona um quiosque do programa nesses mesmos moldes.

Homenagem – O quiosque ganhou o nome de Maria Clara de Souza, que atuou nas Smas e morreu em 2021, aos 67 anos. (Foto: Divulgação / Geraldo Gonçalves)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

17:16 Cidades