domingo, 26 junho 2022
Fale Conosco | (24)3343-5229

Nacional

Kalil cresce e acirra disputa com Zema pelo governo de MG

Pesquisa aponta alta do pré-candidato do PSD acima da margem de erro

13/05/2022 11:54:31

Pesquisa da Genial/Quaest, de maio, mostra que o atual governador de Minas Gerais, Romeu Zema, tem 41% das intenções de voto na disputa pelo governo do estado, mas a diferença para Kalil caiu três pontos percentuais, fora da margem de erro, no comparativo com levantamento de março. O avanço do pré-candidato do PSD foi de 27% para 30%, no cenário estimulado, quando são sugeridos nomes ao eleitor. O crescimento de Kalil ocorreu acima da margem de erro de 2,5 pontos percentuais, para mais ou para menos.

"O dado mais relevante é a distância de nove pontos percentuais entre Romeu Zema e Alexandre Kalil, mesmo num cenário em que, por um lado, Zema é muito conhecido e Kalil ainda tem um percentual expressivo de eleitores que não o conhecem. Isso sugere que a eleição deve ser mais difícil do que parecia", avalia Felipe Nunes, diretor da Quaest e responsável pela pesquisa.

A exemplo de Kalil, o senador Carlos Viana (PL) também cresceu três pontos percentuais e aparece na terceira posição, com 9% da preferência do eleitorado. Votos brancos ou nulos e quem não pretende votar somam 11%, enquanto o percentual de indecisos é de 10%.

Os últimos resultados foram divulgados na semana de visita do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a Minas e de novas trocas de farpas entre Zema e Kalil. O pré-candidato do PSD demonstra interesse em fazer aliança formal com Lula, mas há impasses envolvendo as pré-candidaturas do seu partido e do PT ao Senado.

Diferentemente da pesquisa consolidada, os números reforçam que Kalil leva vantagem sobre Zema na capital, com 52% a 27% das intenções de voto, e 11% de Carlos Viana. Na Grande BH, a distância é de 50% a 21% da preferência do eleitorado, enquanto Viana tem 10%.

Por fim, no interior, Zema leva vantagem, com 49% das intenções, contra 20% de Kalil e 8% de Carlos Viana.

"O governo Zema está bem avaliado, com mais de 40% mas percebemos que, na capital e na região metropolitana, Kalil tem tido um desempenho realmente acima da média, capaz de confrontar com o desempenho que o Zema tem no interior", analisa Felipe Nunes.

Já a pesquisa espontânea da Genial/Quaest mostra que Zema tem 10% das intenções de voto, contra 5% de Alexandre Kalil. Para 82% dos entrevistados, o candidato ao governo não foi escolhido, enquanto 2% preferem outros candidatos.

“O voto espontâneo é um indicador de força do voto e da escolha do eleitor e até o momento percebemos que, a exemplo de São Paulo, ele ainda é muito baixo em Minas. Se pensarmos que temos dois candidatos tão conhecidos como esses, vemos que o eleitor não está prestando muita atenção na eleição ou não se decidiu pelo candidato”.

Influência dos presidenciáveis – A pesquisa também consultou os eleitores sobre a influência dos pré-candidatos à Presidência da República na disputa em Minas. Nesse cenário, Alexandre Kalil tem 43% das intenções de voto se for apoiado pelo pré-candidato do PT, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Por sua vez, Zema chegou aos 22% do eleitorado com o apoio de Felipe d'Ávila (Novo), enquanto Carlos Viana, com sua imagem atrelada ao presidente Jair Bolsonaro, ganhou 16% da preferência.

A Genial/Quaest ouviu 1.480 eleitores entre 7 e 10 de maio, com nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada junto à Justiça Eleitoral e protocolada sob o número MG-00132/2022. A reportagem é do jornal Estado de Minas.

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

18:40 Cidades