domingo, 26 junho 2022
Fale Conosco | (24)3343-5229

Estado

Ceciliano pede ao TCU auditoria dos investimentos da Enel no RJ

Anúncio foi feito após discussão sobre problemas no estado

26/05/2022 14:21:38

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) vai solicitar ao Tribunal de Contas da União (TCU) auditoria dos investimentos da Enel que foram incorporados à tarifa paga pelos consumidores. A medida foi anunciada pelo presidente da Alerj, André Ceciliano (PT), durante evento do Fórum da Alerj de Desenvolvimento do Rio para discutir os problemas de fornecimento de energia na região Noroeste do estado.

“Já sabemos que os investimentos em infraestrutura não foram feitos, mas queremos ouvir as soluções para os problemas técnicos que vêm sendo enfrentados, como a religação da energia e a contratação de demanda energética. Nós vamos encaminhar as demandas para o Ministério Público e fazer um pedido ao Tribunal de Contas da União de auditoria sobre todos os investimentos feitos pela empresa nesses mais de 20 anos de concessão”, explicou Ceciliano.

O presidente marcou uma nova reunião para 8 de junho, a fim de receber as respostas da empresa a dúvidas que não foram esclarecidos pelo gerente de Relações Institucionais da Enel, Guilherme Brasil. Entre eles, está o detalhamento dos investimentos em novas linhas de transmissão e subestações realizadas nos últimos dez anos e o número de equipes permanentes de manutenção de redes disponíveis na região.

“Algumas perguntas foram bem específicas e eu não tinha os dados disponíveis no momento, mas já combinei com o presidente de respondê-las antes mesmo da próxima reunião. Na semana que vem, devemos entregar essas respostas por escrito”, disse Brasil, que reconheceu os problemas no fornecimento de energia e afirmou que a atuação da empresa para resolução de determinadas demandas é limitada. “A gente precisa pedir permissão do governo federal para tudo, não adianta só a empresa e o governo do estado quererem”, afirmou o representante da empresa.

O Ouvidor do Ministério Público do Estado do Rio (MPRJ), Augusto Vianna Lopes, não foram registradas, num levantamento preliminar, reclamações sobre os serviços da Enel no canal de atendimento do órgão. “É muito importante que essas demandas sejam comunicadas. Como instituição, podemos fazer, na Ouvidoria, a intermediação com os órgãos de execução para se chegar a uma medida satisfativa, seja uma ação civil pública, um inquérito civil ou um Termo de Ajustamento de Conduta”, explicou.

O vice-presidente da comissão de Minas e Energia da Alerj, deputado Chico Machado (SDD), afirmou que os problemas com a Enel vão além do Noroeste fluminense. “São 77 municípios atendidos e todos eles enfrentam problemas. Essa infeliz realidade também aparece em Macaé, uma cidade rica, que é a capital nacional do petróleo e gás”, disse Machado, cobrando a atuação dos senadores e deputados federais eleitos pelo estado. “Todos devem ter um compromisso com o Rio de Janeiro”, declarou. Enel argumenta entrave federal. (Foto: Divulgação)

 

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

18:40 Cidades