quinta-feira, 06 agosto 2020
Fale Conosco | (24)3343-5229

Nacional

Vacina de Oxford: Brasil deverá receber 100 milhões de doses

30 milhões podem ser entregues em dezembro e janeiro

27/06/2020 12:14:40

O Ministério da Saúde anuncia neste sábado, em coletiva no Palácio do Planalto, uma parceria para o desenvolvimento e a produção de vacina contra a Covid-19.

Participam do anúncio, pelo Ministério da Saúde, o secretário executivo, Elcio Franco, o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Correia de Medeiros, o secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Hélio Angotti Neto, e a diretora de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos, Camile Giaretta Sachetti.

O acordo prevê, caso a vacina tenha eficácia, 100 milho~es de doses a` disposic¸a~o da populac¸a~o brasileira – em um primeiro momento, de pesquisa, serão 30 milhões entregues em dois lotes: 15 milho~es de doses em dezembro de 2020, e 15 milhões em janeiro de 2021. O acordo também preve^ a compra de lotes da vacina e da transfere^ncia de tecnologia.

A Fundac¸a~o Oswaldo Cruz (Fiocruz) será a responsável por desenvolver a tecnologia britânica e pela fabricação da imunização.  Ainda que não tenham se encerrado os estudos clínicos finais, o Brasil se compromete em pagar pela tecnologia e, caso se demonstre segura, a pasta estima a compra de mais 70 milho~es de doses, no valor estimado de US$ 2,30 (cerca de R$12,60) por dose.

A vacina que é feita pela Universidade de Oxford e pela AstraZeneca, é a mais avançada em termos de desenvolvimento e mais adiantada do mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

15:09 Cidades