quinta-feira, 04 março 2021
Fale Conosco | (24)3343-5229

Economia

Turismo das Agulhas Negras discute retomada

Entidade promove primeira reunião presencial após um ano

18/02/2021 20:14:53

O Conretur (Conselho Regional de Turismo da Região das Agulhas Negras), primeiro do gênero no estado do Rio de Janeiro (foi criado em 1997), realizou nesta quinta-feira (18) sua primeira reunião ordinária de 2021, após um ano sem encontros presenciais, por conta da pandemia do novo coronavírus. A reunião aconteceu no Cegil Hotel Boulevard, em Resende, e contou com a participação da maioria dos conselheiros, dos prefeitos de Itatiaia, Imberê Moreira Alves, e de Quatis, Aluisio Max Alves d’Elias. Também participaram André Torricelli, representante da Secretaria estadual de Turismo; Paola Tenchini, gerente regional do Sebrae, e Denyse Singulani, diretora de Turismo da ADR (Agência de Desenvolvimento Regional) Líder Vale Médio Paraíba.

No encontro, o presidente Marcelo Carrasco Jimenez ressaltou a importância das reuniões presenciais para o fortalecimento da entidade na retomada da atividade turística em toda a região. Ele também destacou “a fundamental  participação das prefeituras no processo”. Durante o ano passado, lembrou Jimenez, a entidade participou das reuniões virtuais realizadas pela Secretaria de Estado de Turismo e pelo Ministério do Turismo para a reorganização da atividade turística no estado, após o fechamento dos estabelecimentos em várias cidades.

“O turismo, uma atividade econômica que muito sofreu com a pandemia, agora está se reorganizando e se adaptando a um ‘novo normal’ para receber os turistas com segurança. O momento é de união para o sucesso do setor”, disse o presidente.

Eduardo Lemos, vice-presidente do conselho, organizou um espaço com ar livre para a segurança dos participantes. Ele também falou da importância da união da Região das Agulhas Negras, “como região turística estratégica”, ressaltando mais uma vez que, para mostrar a sua força, é preciso ter um número cada vez maior de empresas no cadastro do Ministério do Turismo. Lemos também enfatizou os protocolos de segurança sanitária que os hotéis precisam cumprir para oferecer serviços de qualidade para os turistas, “ainda durante a pandemia, já que o movimento vem aumentando a cada dia”.

O representante da Secretaria estadual de Turismo, André Torricelli, aproveitou para apresentar projetos em andamento, com destaque para o Mapeamento do Cicloturismo no estado do Rio, que, segundo ele, está tendo como modelo o Projeto do Cicloturismo da ADR Líder Vale Médio Paraíba, que abrange 12 municípios, incluindo os quatro da Região das Agulhas Negras. Ele reiterou que a secretaria, conforme já foi dito pelo secretário Gustavo Tutuca, “está de portas abertas para apoiar o conselho”.

Na visão da representante do Sebrae, é preciso agora o conselho se organizar agora “para trabalhar o mercado, potencializar eventos possíveis pós-pandemia e fomentar capacitação”. Paola Tenchini considera também importante uma “agenda positiva” para a retomada mais eficaz. “A atividade turística em nossa região é fomentada, em sua grande maioria, por micro e pequenas empresas, foco de atuação do Sebrae”, afirmou.

CIRCUITO – Já Denyse Singulani apresentou uma miniatura do totem de informação que será implantado em todo o Circuito de Cicloturismo do Médio Vale do Paraíba. O circuito abrange a Região das Agulhas Negras e mais oito cidades do Vale do Café. “O autor do projeto, Evandro Queiroz Glória, procurou os ciclistas da região e mapeou mais de 400 quilômetros do circuito, com a participação efetiva de todos eles, que conhecem os roteiros na prática. Assim o projeto ganhou a adesão dos praticantes do cicloturismo na região e será capaz de atrair muitos turistas, integrando ainda mais a região com um produto de ótima qualidade”.

Enquanto o prefeito de Quatis anunciou que será elaborado por uma equipe técnica um inventário dos atrativos locais, a prefeitura de Resende detalhou dois projetos que, acredita, vão incentivar o turismo na região: a revitalização da Estação Ferroviária de Engenheiro Passos, uma das portas de entrada no estado por Resende, e a revitalização da Garganta do Registro, no limite de Resende com Itamonte (MG), na área de acesso da parte alta do Parque Nacional do Itatiaia (PNI).

A próxima reunião do conselho deve acontecer no início de março, para elaborar o plano de ações para o biênio 2021/2022, segundo informou a diretora-executiva Roberta Dias de Oliveira. “O ano de 2020 ficou pra trás, agora temos que retomar o trabalho de onde ele parou”, disse ela, defendendo que uma ação estratégica fundamental é “unir esforços” junto às outras 11 Instâncias de Governança Regionais (IGRs) – nomenclatura usada pelo Ministério do Turismo para os conselhos regionais. (Foto: Divulgação)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

06:51 Polícia