segunda-feira, 18 junho 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Polícia

Suspeitos de integrar milícia no Rio são presos em Piraí

17/05/2018 21:48:36

Quatro homens suspeitos de integrarem a milícia chefiada por Wellington da Silva Braga, o “Ecko”, que domina a Zona Oeste do Rio, foram presos nesta quinta-feira em Piraí por policiais civis liderados pelo delegado-titular Michel Floroschk. Segundo a polícia, eles extorquiam comerciantes e moradores da Serra do Matoso, recebendo semanalmente entre R$ 200 e R$ 300. Duas armas – um revólver e uma pistola – foram apreendidas.

A prisão ocorreu após uma perseguição digna de filmes de ação pela Estrada do Caçador. O quarteto estava num Gol preto roubado que chegou a andar a mais de 100 quilômetros por hora na tentativa de fuga pela estrada sinuosa. Num certo ponto da estrada, o carro rodou e, de acordo com a polícia, os suspeitos tentaram prosseguir a fuga à pé por uma área de mata, depois de descerem correndo uma ribanceira.

O delegado e os policiais também desceram e se embrenharam na mata.  Felipe Silva Guimarães, de 25 anos, foi o primeiro a ser preso. Ele confessou que estava armado, mas que, na fuga, havia deixado um revólver dentro do Gol. Pouco depois, foram encontrados Yago Vinícius Melo de Lima e Carlos Marcelo Nunes dos Santos, ambos também de 25 anos, e Clayton Valença de Almeida Ramos, de 22. Segundo o delegado, eles também disseram que estavam com armas, perdidas durante a tentativa de fuga.

O carro utilizado pelos suspeitos foi apreendido. Foi constatado que o Gol estava com uma placa falsa e havia sido roubado no dia 22 de março deste ano em Itaguaí.

ESCONDIDOS – Michel Floroschk contou que já vinha recebendo denúncias da ação da milícia na Serra do Matoso, mas todas as vezes que a polícia tentava flagrar a ação dos milicianos eles não subiam a serra. “Eles estavam sendo avisados”, disse o delegado.

Com informações de que os criminosos seguiam para a localidade toda quarta ou quinta-feira para praticar a extorsão, desta vez foi montada uma estratégia diferente. As viaturas policiais ficaram escondidas, assim como o delegado e os policiais, no meio do mato.

A prisão dos suspeitos, no entanto, ocorreu quando o delegado já acreditava que a ação estava perdida. Os policiais retornavam para a delegacia quando depararam com o Gol onde estavam os suspeitos.

- Cruzamos com eles em sentido contrário e, quando demos ordem de parar, o motorista acelerou. Foi aí que teve início a perseguição – detalhou Floroschk. (Fotos: Polícia Civil)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

19:08 Saúde