domingo, 17 novembro 2019
Fale Conosco | (24)3343-5229

Economia

Samuca exalta decreto assinado por Witzel

Estado estende incentivo fiscal a empresas do setor metalmecânico

15/10/2019 18:28:26

O prefeito de Volta Redonda Samuca Silva classificou de “dia histórico” esta terça-feira, pela assinatura – pelo governador Wilson Witzel – do decreto que estende para todo o estado incentivos fiscais ao setor metalmecânico. Ele lembrou que sete empresas da cadeia do aço já assinaram protocolos de intenção para se instalar em Volta Redonda. A expectativa dele é que entre 3,5 mil e quatro mil empregos diretos sejam criados na cidade.

- Este é um grande momento para Volta Redonda e para todo estado do Rio. Quero agradecer muito ao governador Wilson Witzel, que entendeu essa necessidade. A partir da próxima semana já vamos receber empresas analisando áreas e iniciando seus processos de instalação – anunciou o prefeito.

Samuca disse ainda que o processo da aprovação dos incentivos pra cadeia do aço começou em Volta Redonda em 2017, em uma reunião entre a prefeitura e a CSN.

- Volta Redonda retoma sua vocação de cidade do aço. O aço que hoje sai bruto para indústrias de outros estados, será utilizado aqui, onde se desenvolverá uma cadeia produtiva completa. E não vamos parar, precisamos pensar mais, o Sul Fluminense precisa ampliar a infraestrutura – salientou.

O governador Wilson Witzel disse que entendeu a demanda apresentada ao governo do estado e a necessidade dos incentivos para atrair empresas. “Os incentivos fiscais não diminuem a arrecadação. Ao contrário. Incentivam mais empresas a se instalarem, gerando emprego e renda. Será mais uma fase para o desenvolvimento do Rio. Vejo que o prefeito Samuca é um grande parceiro. Sempre lutador pela região Sul Fluminense, sempre pensa de forma regional. Volta Redonda será muito beneficiada com esse decreto – afirmou o governador.

O presidente da CSN, Benjamin Steinbruch, discursou em nome das empresas. E ressaltou os investimentos que serão feitos pelo setor no Rio.

- Estou aqui tendo a honra de falar em nome de dezenas de empresários. Obrigado, governador, por ter aceitado esse pleito antigo. O senhor entendeu o que é o norte da classe empresarial: que é ter condições iguais de trabalho, estabilidade e previsibilidade. Nós temos que ter o imposto no valor agregado. O Rio de Janeiro vai ganhar impostos com isso, porque teremos mais empresas no estado, gerando mais emprego e mais renda – declarou. “Estão aqui presentes mais de 60 empresas que estão dispostas a investir no Rio de Janeiro. Assim como a CSN, que quer investir em várias frentes no Rio de Janeiro”, completou Benjamin.

 

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

16:37 Polícia