sexta-feira, 18 outubro 2019
Fale Conosco | (24)3343-5229

Polícia

Justiça autoriza mudança em certidão e sepultamento de criança em Barra do Piraí

24/08/2019 19:13:08

Sete meses depois de seus restos mortais terem sido encontrados dentro de uma mala, no distrito de Ipiabas, em Barra do Piraí, a menina Julia Laport, de 11 anos, terá um sepultamento digno. Até então registrada como indigente, a criança teve o nome reconhecido em sua certidão de óbito e será sepultada nesta segunda-feira, às 14 horas, no Cemitério Recanto da Paz. A mudança foi obtida em ação da Defensoria Pública, procurada pelo pai de Júlia, Anderson Quintanilha, de 32 anos.

Os restos mortais de Júlia foram encontrados sete meses depois de seu desaparecimento, num terreno próximo à casa de seu padrasto Carlos Ramon Manuel, de 20 anos. A identificação da criança, através do DNA, se deu antes do exame. “É um alívio para toda a família. Ela, enfim, poderá descansar em paz”, afirmou o pai.

Após a ossada de Julia ser encontrada, a Justiça decretou a prisão da sua mãe, Cristiane Laport, de 28 anos, e do padrasto. Ramon, no entanto, teve o benefício da Justiça de responder em liberdade. Enquanto a mãe foi denunciada por negligência, homicídio e ocultação de cadáver, o rapaz responde somente pelo crime de ocultação. Até o momento, não ficou comprovado se ele participou do assassinato da menina. O julgamento de Cristiane está marcado para a próxima terça-feira.

DESCULPAS – O pai, Anderson Quintanilha, estava proibido de se aproximar da ex-mulher, devido a uma medida protetiva obtida por Cristiane na Justiça. Em seu depoimento, a mãe alegou que a criança morreu enquanto dormia e que teria ocultado o cadáver temendo a reação do pai biológico.

Julia sofria de Síndrome de West, uma doença que causa crise epilépticas e dificuldades de locomoção. As investigações apontaram que ela teria sido morta seis meses antes de sua ossada ser encontrada, depois que uma tia procurou a polícia desconfiada das desculpas da mãe para não deixá-la ver a menina. (Foto: Reprodução)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

08:05 Polícia