quinta-feira, 27 abril 2017
Fale Conosco | (24)3343-5229

Polícia

Suspeito de 2 assaltos em Pinheiral é preso em VR

06/04/2017 12:36:51

Um trabalho conjunto das polícias Civil e Militar levou à prisão, na quarta-feira, de Glaubert Luiz da Silva, o “Gaguinho”, de 21 anos. Ele é suspeito de dois roubos de celulares praticados em Pinheiral, no último dia 3, que tiveram como vítimas um casal e um pastor.

O delegado Antônio Furtado informou nesta quinta-feira que Gaguinho foi preso pela Polícia Militar, em Três Poços, bairro de Volta Redonda no limite de Pinheiral depois que investigadores da delegacia local conseguiram identificar o suspeito e divulgaram a foto dele em redes sociais.

Os dois roubos, explicou o delegado, ocorreram em sequência. O casal foi rendido no Vale do Sol e o Pastor, pouco depois, no Planalto do Sol.

- Ele agia em companhia de um comparsa, de moto, rendendo as vítimas com um revólver calibre 38. Ainda não identificamos o cúmplice - disse o delegado. Segundo ele, as vítimas relataram que o condutor da moto agia como uma espécie de “terrorista psicológico”, incentivando Gaguinho a atirar.

Furtado revelou que para conseguir o mandado de prisão preventiva do suspeito, os investidores tiveram de localizar as vítimas, que foram à delegacia e fizeram o reconhecimento, pois até então não haviam registrado os assaltos: “As pessoas precisam vir imediatamente à delegacia fazer o registro, do contrário nos obriga a uma corrida contra o tempo para que os suspeitos não sejam liberados”.

Ainda de acordo com o delegado, a dupla da moto exigiu apenas os celulares das vítimas, desconsiderando outros pertences. Ao ser preso, contou o delegado, Gaguinho estava com um aparelho semelhante ao que foi furtado da mulher no Vale do Sol, mas não foi possível porque a tela já não estava trincada, como ela relatou, e também não havia dados no aparelho.

- Ele alegou, primeiro, que o celular não lhe pertencia. Mas quando ficou sabendo que o telefone ficaria apreendido reclamou, alegando que ainda não acabou de pagar – revelou Furtado.

O policial disse que o telefone celular virou “objeto de desejo” dos bandidos e orientou as pessoas a guardarem a nota fiscal do aparelho a fim de que, em caso de recuperação pela polícia, o celular possa ser devolvido.  

Gaguinho, também acordo com o delegado, tem passagens pela polícia por tráfico, associação para o tráfico e violação de domicílio. (Foto: Polícia Civil)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

09:06 Polícia