quinta-feira, 04 junho 2020
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cidades

Encontro Nacional de Motociclistas arrecada 5 toneladas de alimentos para entidades

30/06/2019 15:37:05

A Ilha São João recebeu neste final de semana, sexta-feira, sábado e domingo( dias 28, 29 e 30) de junho, o  24º Encontro Nacional de Motociclistas e Triciclistas, que atraiu motoclubes dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina, Pernambuco, Alagoas. Uma realização do Motoclube Falcões de Aço com o apoio da prefeitura de Volta Redonda.  Shows de Rock e Blues, Boi no Rolete, Praça de Alimentação,  DJs e várias atrações marcaram os três dias da festa. A entrada foi mediante a doação de 2kg de alimento não perecível.

O prefeito Samuca Silva fez um balanço do incentivo: “Eles estão bem organizados em motoclubes de todo o país. A repercussão positiva com a organização do evento, que é nacional, favorece a nossa cidade com o turismo, movimenta a economia, e mostra que sabemos receber bem os visitantes. Assim, estarão sempre retornando ao município e abrindo oportunidades de pequenos negócios para quem deseja empreender”.  

O presidente do Falcões de Aço Moto Clube, João Batista dos Reis, citou os benefícios que o evento promoveu para Volta Redonda:

“Além de projetar a cidade nas redes sociais pelo país, fortalecendo o turismo no município, há outros benefícios importantes. O ingresso foi 2 kg de alimentos não perecíveis que serão distribuídos para mais de uma dezena de entidades filantrópicas. Nós conseguimos atrair mais de 350 motoclubes dos estados, movimentamos a economia, o turismo. O Encontro faz parte dos 28 anos de existência do Falcões de Aço completado em 1º de maio”,, diz o presidente do Falcão de Aço, João Batista dos Reis, 60 anos. Ele agradece o apoio recebido da prefeitura:

“Nós conseguimos arrecadar cerca de 5 toneladas de alimentos que serão distribuídos para 15 entidades cadastradas que atendem há 3 mil famílias em Volta Redonda. Em nome da diretoria e dos 90 associados do nosso clube, agradeço muito o apoio na pessoa do prefeito Samuca Silva e todo o secretariado. Porque  sem este apoio, o incentivo da prefeitura, não conseguiríamos realizar uma festa deste tamanho. comparou.

Logo na entrada, um Jeep ficou pendurado há cerca de 20 metros do chão pela entidade Resistência Off Road. A fila para comer o boi no rolete durou apenas algumas horas no segundo dia da festa. Barracas de roupas, expositores de produtos e acessórios diversos para motociclistas e por quem curte o Rock, manobras radicais feitas por um grupo de 10 motociclistas na pista preparada para a ousadia dos pilotos de motos, bandas que se apresentavam num palco montado bem no meio do pavilhão,   motos de pequenas a grandes portes, como as Harley Davidson, carros antigos foram destaques.

A união das tribos, citando o Clube do Jeep, Opaleiros, Cheveteiros, Equipe Vivendo no Baixo(VNB) com carros rebaixados, área de camping para os acompanhantes tomar banho quente, servir o café da manhã,  agradou o público participante.  

Luciano da Silva Pereira, 43 anos, da Associação VR de Manobras Radicais Arena 22,  que trabalha com carros, festejou o resultado: “Esta é uma festa para as famílias, sem bagunça, muito bem organizada. A cidade sabe receber os visitantes. Estamos satisfeitos em participar desta parceria com o Falcões do Aço “, comentou.

 Davi Guimarães, de Cabo Frio, confirma o sucesso do evento: “Eu tinha três locais diferentes para este final de semana, fiz a opção por Volta Redonda porque aqui é tudo bem organizado,  teria o incentivo da prefeitura. A escolha foi acertada”.

Leonardo Barbosa, 33 anos,  do Motoclube Anjos de Angra, também é somente elogios: “Maravilhoso esse encontro nacional aqui na cidade porque nos dá a chance de rever os amigos. É a questão da fraternidade entre os motociclistas que comparecem, porque um fala para outro e aumenta a expectativa da festa”, disse.  O aposentado Jair Thomé, 70 anos, saiu de casa no Santo Agostinho e foi curtir o Encontro Nacional dos Motociclistas: “Não tem brigas, não tem confusão. Muito boa a festa”, afirmou.

Hildemir Oliveira Bal, do motoclube Colt 45, de Juiz de Fora, elogiou: “Aqui tem o pavilhão coberto que protege do sol ou da chuva e não prejudica o evento. Virei sempre que puder”, informou.  Um casal de Barra do Pirai, Daniele Braga e Ronan Asbahr, do grupo Ratos Loucos, também adoraram a festa dos motociclistas e triciclistas: “Valeu a pena a gente ter vindo pela primeira vez. Não sabíamos que era tão boa, organizada, com tantas atrações”, concluiu Daniele

 

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

11:47 Esporte