sábado, 30 maio 2020
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cidades

CSN contesta informação do MPRJ sobre depósito de escória

17/02/2020 21:53:57

A CSN contestou, na noite desta segunda-feira, a informação divulgada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, de que a ministra Regina Helena Costa, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), mandou que seja fechado o depósito de escória da empresa no bairro Brasilândia, em Volta Redonda. De acordo com fontes da empresa – que deverá emitir uma nota a respeito – em sua decisão a magistrada determinou o fim do efeito suspensivo que a CSN e Harsco – responsável pelo depósito – haviam conseguido em outra decisão judicial, ordenando reduzir a altura da pilha de escória armazenada no bairro, que fica próximo ao Rio Paraíba do Sul.

Isso significa que a CSN está sendo punida com multa diária de R$ 20 mil, segundo as mesmas fontes.

Mais cedo, o MPRJ divulgou que a decisão da ministra ordenava o fechamento do depósito de escória, em razão de uma ação civil pública movida pelo órgão. Na ação, o MPRJ alega o risco de danos ambientais e à saúde pública, além de contaminação do Rio Paraíba do Sul. A CSN, segundo as mesmas fontes, vai recorrer da decisão. (Foto: Evandro Freitas / Sul Fluminense Online)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

16:25 Saúde