quarta-feira, 26 setembro 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cidades

Comerciantes cobram solução para alagamentos na Amaral Peixoto

09/03/2018 11:38:19

Nas últimas chuvas fortes registradas em Volta Redonda se tornou comum o registro fotográfico do alagamento no início da Avenida Amaral Peixoto, no Centro. O trecho alagado fica entre a saída do Viaduto Nelson Gonçalves e o entroncamento da avenida com a Rua Capitão Benedito Lopes Bragança. Todavia, mais que o volume de chuva, o vilão dos alagamentos, que se tornaram mais frequentes neste verão, é o Córrego São Geraldo: correndo lento e fétido em dias secos, o córrego assoreado transborda durante os temporais, impede o escoamento das águas pluviais pelos bueiros e causa prejuízos aos comerciantes.

Comerciantes cobram solução para alagamentos na Amaral Peixoto

Esta semana, depois de outro alagamento, que invadiu mais uma vez estabelecimentos comerciais no começo da avenida, no último dia 2, comerciantes tiveram uma reunião na prefeitura e saíram desanimados. Foram informados que o trabalho de limpeza do córrego depende de autorização do Inea (Instituto Estadual do Ambiente), o que já foi pedido, mas ainda não atendido.

Dono de uma loja de som automotivo na Rua Capitão Benedito Lopes Bragança, Paulo Antônio Elias conhece como poucos os problemas causados pelo córrego. Segundo ele, o problema é antigo, mas se agravou nos últimos meses por causa do assoreamento.

- Este córrego vem lá de cima correndo sobre um piso de cimento. A cem metros da galeria que passa sob a Amaral Peixoto, o fundo é de areia. Então, tudo acumula ali. Quando chove forte, ele transborda. Na prefeitura consta que o fundo está cimentado até a galeria, mas não está – garante o comerciante, lembrando que, nos dias secos, o mau cheiro é insuportável.

Detalhe: na manhã desta sexta-feira, quando esta reportagem estava sendo realizada, mesmo sem sol forte o cheiro de esgoto já era intenso. “E nós pagamos taxa de esgoto, quando não deveríamos pagar, porque não tem a rede”, reclama Paulinho, como é conhecido, mostrando na grande a altura em que a água tem passado.

Comerciantes cobram solução para alagamentos na Amaral Peixoto

Submerso, o São Geraldo cruza a Amaral Peixoto, a BR-393 (Rodovia Lúcio Meira) e a linha férrea, voltando a correr a céu aberto no Aterrado, onde é conhecido como Córrego do Aterrado, até desaguar no Paraíba, próximo ao Fórum. A última intervenção que sofreu, segundo os comerciantes, foi há cerca de 15 anos. Na ocasião, a prefeitura construiu uma laje ao lado de uma loja de ferragens e instalou um alçapão para, em caso de transbordamento, a água ter por onde sair. Uma grade também foi instalada para, no mesmo caso, reter material carregado pela água, evitando que seja levada até a avenida.

Comerciantes cobram solução para alagamentos na Amaral Peixoto

O sistema funcionou bem enquanto o assoreamento não se restabeleceu e as chuvas não foram tão intensas como neste verão. 

Porém, desde o final do ano passado, a situação vem só se agravando. Num dos transbordamentos, produtos em exposição da loja de ferragens, colocadas na laje ao lado, foram arrastados para o meio da avenida.

- A água veio com tanta força que levou churrasqueiras e empurrou até um carro que estava estacionado em frente – contou o comerciante José Clério da Costa.

Comerciantes cobram solução para alagamentos na Amaral Peixoto

Na loja de autopeças ao lado, a água só não invade por completo porque é contida por um balcão de alvenaria. Já na loja de aluguel de roupas, que fica ao lado, as marcas do alagamento estão nas paredes.

- A primeira vez que entrou foi antes do Carnaval, mas foi só na parte da frente. Na semana passada, no entanto, foi até o fundo da loja – contou a funcionária Helena Máxima. O alagamento molhou e sujou várias roupas, como ternos. “Agora, por precaução, a gente tira as roupas da frente”, informou.

Comerciantes cobram solução para alagamentos na Amaral Peixoto

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

10:12 Polícia