sexta-feira, 22 janeiro 2021
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cultura

Começa Flip 2020, pela primeira vez em formato virtual

Festa Literária Internacional de Paraty vai até domingo

03/12/2020 08:35:48

 

A 18ª Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) começa nesta quinta-feira (3), pela primeira vez em formato virtual. Em entrevista à Agência Brasil, o diretor artístico do evento, Mauro Munhoz, disse que a principal peculiaridade desta edição é considerar o digital como um espaço de arte: “Nós temos uma Flip com todo o cuidado videográfico de qualidade de cinema”.

Com esse objetivo, o diretor de cinema Marcelo Machado vai coordenar toda a videografia dessa experiência. “Para entender que o nosso objeto é a literatura, é a arte e o espaço público, a presença do espírito da Flip e de Paraty”, disse Munhoz.

Para isso, algumas mesas e cenas foram gravadas em Paraty, sede da Flip desde 1993. Segundo Munhoz, a intenção é que o público, que participará até o próximo domingo (6) de forma inteiramente gratuita, possa ter uma experiência tão rica como se estivesse em Paraty.

TRADIÇÕES – A cultura e as tradições de Paraty também serão mostradas durante o evento. Munhoz lembrou que nos anos de 1960 e 1970, o pessoal do teatro, cinema novo, artes plásticas e literatura passou por Paraty de maneira intensa. Foi o caso dos atores Paulo Autran e Maria Della Costa, que tiveram casas na cidade, e da artista plástica Djanira, por exemplo: “Isso gerou uma cultura local muito singular. A Flip viu essa potência e o próprio desenho da feira se relaciona com isso. E agora, que a gente tem que fazer a Flip no virtual, não podia ser diferente”.

Artistas, artesãos, poetas e autores locais ou que vivem na cidade vão contar um pouco de sua própria história e de sua relação com a Flip, além de lerem trechos das obras dos escritores convidados. Entre eles, estão o educador do Instituto Náutico de Paraty, Gibrail Rameck Júnior; a cacique da aldeia Itaxim Guarani M’Biá, Eva Jerá-Mirim; o fundador do Teatro Espaço, tradicional teatro de bonecos de Paraty, Marcos Caetano Ribas; Claudia Ribeiro, educadora e integrante do grupo As Yagbás; Dalcir Ramiro, ceramista; Daniele Elias dos Santos, liderança do Quilombo do Campinho, entre outros. “Todas essas pessoas vão estar muito presentes nesta edição da Flip virtual”, assegurou Munhoz.

CONVIDADOS – Ainda segundo ele, coisas interessantes vão ocorrer, envolvendo convidados nacionais e estrangeiros. Na mesa do escritor nigeriano Chigozie Obioma com o brasileiro Itamar Vieira Júnior, que acabou de ganhar o Prêmio Jabuti, o público poderá conferir os pontos de conexão da ancestralidade cultural que acontecem na Nigéria e no Brasil. ”Vai ser uma coisa riquíssima!”, disse.

Também na abertura da Flip, que reunirá a escritora inglesa Bernardine Evaristo com a escritora brasileira Stephanie Borges, a mesa Diásporas chama a atenção. Bernardine falará sobre seu livro “Garota, mulher, outras”, que venceu a última edição do Booker Prize, tornando-se a primeira autora negra a receber a premiação.

Mauro Munhoz negou que a Flip 2020 não tenha curadoria. Fernanda Diamante foi curadora do evento até agosto deste ano, quando pediu para se desligar por motivos pessoais. Após a saída dela, a Flip entrou em contato com os escritores e todos disseram estar muito animados para participar da Flip virtual, afirmou Munhoz.

A programação será totalmente livre e gratuita e pode ser acompanhada no site www.flip.org.br, no YouTube/flipfestaliteraria e nas redes sociais. A festa é composta por mesas transmitidas ao vivo e vídeos gravados antecipadamente, com convidados internacionais e autores nacionais, além de artistas e escritores de Paraty. (Foto: Divulgação)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

10:29 Internacional