sexta-feira, 10 julho 2020
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cultura

Carlos José, cantor seresteiro, morre com Covid-19

Ele fez sucesso nos anos 1960 e 60

09/05/2020 16:00:04

O cantor romântico Carlos José, de 85 anos, morreu neste sábado, no Rio de Janeiro. Ele estava internado havia dez dias no Hospital Francisco da Providência de Deus, na Barra da Tijuca, com Covid-19. Sua mulher, Vera, também infectada, está internada em outro hospital da capital fluminense.

Ele deixa dois filhos, João e Luciana, e dois netos. A primeira mulher, mãe dos filhos, morreu em 1984.

Carlos José fez muito sucesso nas décadas de 1960 e 70, com músicas românticas e se consagrou cantando músicas de serestas. Paulista, ele se mudou para o Rio em 1939.

Estudou direito, mas, na faculdade, formou um grupo de teatro e música que revelou, entre outros, Geraldo Vandré e Silvinha Telles.

A carreira profissional de Carlos José começou em 1957, em apresentações no programa “Um instante, maestro”, de Flávio Cavalcanti. No mesmo ano, gravou seu primeiro disco, com interpretações de sambas de Maysa, Tom Jobim e Newton Mendonça. Recebeu o título de Cantor Revelação do Ano, concedido por cronistas do Rio de Janeiro. Depois do reconhecimento, abandonou a carreira de advogado para se dedicar à música.

Ele deixa dois filhos, João e Luciana, e dois netos. A primeira mulher, mãe dos filhos, morreu em 1984.

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

21:46 Cidades