sexta-feira, 15 novembro 2019
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cultura

Audiência pública discute carnaval de rua de 2020 em Volta Redonda

19/10/2019 11:22:16

A prefeitura de Volta Redonda, através da Secretaria Municipal de Cultura, promoveu uma audiência pública, na Câmara de Vereadores, nesta sexta-feira, dia 18, para discutir o carnaval de rua de 2020, nos aspectos culturais, de entretenimento, turístico e festivo. Objetivo é construir pontes com a sociedade para alinhar os planos municipais com a realidade cultural da cidade.

O prefeito Samuca Silva disse que é importante garantir a segurança dos blocos e dos foliões e trabalhar em conjunto para fazer um excelente carnaval. “É necessário construir junto com a sociedade uma regulamentação para disciplinar como será o carnaval de 2020. Estamos sempre incentivando que as secretarias construam esse espaço para participação social, de forma democrática e pensando em políticas públicas que serão eficientes na prática”, apontou Samuca.

A Secretaria de Cultura levou uma proposta pra organizar o período no ano que vem e, a partir dessa proposta, os blocos de rua, as associações de moradores e outros órgãos públicos puderam opinar e sugerir elementos para melhorar o atendimento dos blocos, atender as demandas das associações e garantir uma atividade sem problemas e bastante positiva para a cidade.

A secretária da pasta, Aline Ribeiro, falou que a audiência é muito válida em relação à democracia e diálogo. “A SMC tem buscado construir pontes com a sociedade para alinhar nossos objetivos, pautados pelo Plano Municipal de Cultura, com a nova realidade cultural de Volta Redonda”, afirmou.

O vereador e presidente da Câmara, Edson Quinto, abriu a audiência falando sobre a alegria das pessoas na época do carnaval e pontuou que é um evento importante para o município. “Parece que está longe, mas não está. Precisamos ter uma logística eficiente para que todos possam aproveitar da melhor maneira possível e foi isso que discutimos na audiência”, afirmou Edson. 

Dentre as sugestões apresentadas, foi discutido sobre fazer com que os blocos sejam em forma de cortejo, ou seja, que percorram por uma rua ou avenida e não fiquem parados em determinado local. Além disso, também foram apresentadas sugestões de datas para os períodos que antecedem o carnaval, durante os cinco dias de folia e o pós-evento.

Representando os blocos, o estudante Natan Teixeira disse que o carnaval de 2020 será um grande desafio. “Eu acredito que esse espaço é um excelente canal de diálogo para que nós possamos ter um momento democrático e construir um carnaval que possa atender também as nossas demandas”, finalizou Natan.

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

19:21 Saúde