sexta-feira, 18 outubro 2019
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cultura

Arte e tecnologia no cenário LGBTQI

Exposição Pina em Barra Mansa discute mutações dos corpos

12/09/2019 16:22:55

Uma experiência interativa onde a arte e a tecnologia são ferramentas para discutir identidade, corpo e representação. Essa é a temática da exposição Pina, do artista Alexandre Pinheiro. Com o cenário LGBTQI fortemente expresso em seus trabalhos, o público terá acesso a técnicas de fotografia em realidade virtual e realidade aumentada realizados a partir de 2016 pelo artista.

A exposição, que acontece na Estação das Artes, no Centro de Barra Mansa, faz parte do edital de contratação de artistas do Programa de Ocupação promovido pela Fundação Cultura de Barra Mansa. A abertura é nesta quinta-feira, às 19h.

Segundo Alexandre, a tecnologia usada para criação das obras é um dos caminhos para se discutir, por exemplo, as transformações desses corpos.

Durante a exposição, o público poderá interagir com as obras por meio da realidade aumentada fazendo uso da câmera do celular. 

- Quando comecei meu trabalho artístico, na maioria das vezes, eu estava fazendo algo errado, ia cancelar ou jogar fora um trabalho de horas, mas aí eu pensei: “espera, isso funciona!”.  E são esses trabalhos que estarão à mostra na Estação das Artes. Alguns mais recentes, outros mais antigos, mas todos perseguindo a relação modular que pode existir entre humano x máquina.”, disse o artista.

De Barra Mansa, artista Alexandre Pinheiro, mais conhecido como Pina, traz sua vivência na cena LGBTQI fortemente expressa em seus trabalhos. Como forma de deboche problematiza a identidade do corpo humano e suas representações. Experimentador audiovisual, desenvolve projetos na área da fotografia, vídeo, performance e instalação.

Ele, que estudou por três anos engenharia, depois ingressou na fotografia de publicidade, atualmente margeia no campo da fotografia e suas tecnologias em seu estúdio em Barra Mansa.

Expôs coletivamente oito vezes em cinco países diferentes: Brasil, França, Itália, Rússia e Estados Unidos. Individualmente, uma vez. Produziu coletivamente três peças de teatro e participou de três festivais de cinema, sendo selecionado para um prêmio (Festival do Minuto UBM) e menção honrosa no Museu de Arte Moderna de Resende. (Foto: Divulgação)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

22:13 Cidades