domingo, 24 setembro 2017
Fale Conosco | (24)3343-5229

Estado

Aluna proibida de fotografar formatura será indenizada em R$ 4 mil

11/07/2017 13:29:27

A Universidade Estácio de Sá, do Rio de Janeiro, terá que indenizar uma aluna por danos morais em R$ 4 mil. Em 2008, na cerimônia de colação de grau, os formandos e os convidados foram impedidos de entrar na formatura do Curso de Ciências Contábeis com câmeras fotográficas e filmadoras. Ela entrou na Justiça alegando que os convidados foram revistados e que, além desse constrangimento, as fotos e os vídeos foram depois vendidos para ela, por uma empresa que tinha exclusividade de imagem, por preços excessivos.

A decisão sobre a indenização foi tomada pelos desembargadores da 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), que negaram recurso da instituição, obrigando-a a pagar, junto com a Prisma Rio Formatura e Eventos, empresa que fez as imagens do evento.

Segundo a decisão, a Estácio contribuiu para a ocorrência da situação constrangedora, uma vez que tinha conhecimento da prática abusiva por parte da empresa organizadora de evento “tanto em relação à revista pessoal, com a finalidade de apreensão de equipamentos de fotografia e filmagem, quanto à cobrança do preço superior ao do mercado”.

Procurada, a universidade disse que, desde 2010, não há impedimento para que os alunos, familiares e demais convidados levem câmeras pessoais para registro que poderão ser utilizados em todo o salão da cerimônia. Além disso, ressaltou que realiza eventos de alto nível sem custos para os estudantes. As informações são do jornal Extra.

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

14:59 Estado